Mesmo com queda, mercado de brinquedos registra faturamento de quase 5 bilhões de reais em 2023

 Mesmo com queda, mercado de brinquedos registra faturamento de quase 5 bilhões de reais em 2023

Imagem: Shutterstock

Apesar de um ambiente desafiador no varejo, que registrou uma tendência de baixa global, categoria de brinquedos vendeu cerca de 66 milhões de unidades

A indústria de brinquedos brasileira também sofreu as consequências dos desafios enfrentados pelo varejo e, seguindo a tendência mundial, registrou queda nas vendas em 2023. O mercado de brinquedos no Brasil obteve um faturamento de quase 5 bilhões de reais, com aproximadamente 66 milhões de unidades vendidas, resultando em um preço médio de 73 reais por brinquedo. Durante o ano, a categoria apresentou uma queda de 12% em faturamento e 21% em unidades. Os dados são apontados pela Circana, empresa global de data tech para análise do comportamento de consumo.

Alguns fatores influenciaram diretamente os resultados das vendas no mundo, como por exemplo a volta das experiências fora de casa após a pandemia, que acabou impulsionando as vendas de algumas categorias. O aumento do tempo das crianças em telas e videogames e a greve dos roteiristas no cinema nos EUA – o que causou uma queda da ida aos cinemas e por consequência no consumo de conteúdos que impactam diretamente na compra de brinquedos – também foram fatores que impactaram as vendas. Além disso houve o aumento da inflação, que interfere no preço dos brinquedos e faz com que o consumidor mude suas prioridades na hora de gastar.

No Brasil, a intensa crise no varejo foi mais um agravante. “A indústria acabou diminuindo seu nível de distribuição no país, principalmente de produtos com o preço médio abaixo de 50 reais, afetando a oferta e o consumo como um todo. Além disso, não tivemos em 2023 a venda das figurinhas da copa, que foram um grande sucesso em 2022. Essa foi uma das razões para a queda do número de vendas em unidades”, afirma Ana Claudia Weber, diretora de Client Development da Circana.

“Mesmo com esse resultado, se compararmos o ano de 2023 com o ano de 2019, foi registrado um crescimento de 2% em faturamento. Isso mostra que o consumidor ainda está investindo em compras na categoria e que, com a recuperação do varejo, o mercado tem muitas oportunidades de seguir evoluindo”, completa Ana.

Top 10 brinquedos mais vendidos em 2023 no Brasil:
• Carrinho Hot Wheels Veículos Básicos Sortidos – Mattel
• Hot Wheels Kit 5 Carrinhos Básicos Sortidos – Mattel
• Quadriciclo Infantil Spider com Pedal e Empurrador – Maral
• Boneco Avengers Figura Olympus – Hasbro
• Barbie Casa dos Sonhos – Mattel
• Barbie Fashionista Básica – Mattel
• Quadriciclo Caixa Multicor – Maral
• Triciclo Velobaby G2 Passeio & Pedal – Bandeirante
• Hot Wheels Monster Trucks 1:64 – Mattel
• Boneca Barbie Profissões Bailarina – Mattel

Natal e Black Friday

Quando analisadas as vendas nos meses de novembro e dezembro de 2023, especificamente, o mercado de brinquedos retraiu 14%, se comparado ao ano anterior. A porcentagem é ainda maior do que a queda de 12% registrada durante todo o ano.

Ainda assim, segundo a Circana, algumas categorias e produtos de brinquedos conseguiram se destacar positivamente como blocos de montar, pelúcias e eletrônicos infantis.

Categorias que mais cresceram no período:
• Cartas Estratégicas
• Blocos de Montar
• Veículos de Dedo
• Companheiros de Jogos Robóticos Interativos (ou Bixinho Virtual)
• Pelúcia

Brinquedos que mais cresceram no período:
• Barbie Color Reveal Boneca Looks Denim
• Boneca Infantil Wandinha Addams
• Boneca Diver New Born Vamos Brincar
• Bitzee Pet Digital Interativo
• 2 Decks Pokémon Baralho de Batalha Ampharos EX e Lucario EX

Imagem: Shutterstock/mercado e consumo